NOTÍCIAS DE NEGÓCIOS

Bristol-Myers Squibb é a 3ª melhor empresa para a mulher trabalhar no Brasil

Press Release

06/06/19

Pela quarta vez consecutiva, a Bristol-Myers Squibb é eleita uma das melhores empresas para as mulheres trabalharem no Brasil. A empresa alcançou a posição de 3° no ranking Melhores Empresas para Trabalhar – Mulher, na categoria médio porte, promovido pelo Great Place to Work (GPTW).

O reconhecimento reflete os esforços da BMS Brasil em promover um ambiente diverso e inclusivo para os colaboradores brasileiros. As mulheres representam 63% dos cargos de liderança e 60% da força de trabalho total da companhia, sendo que a empresa tem o desafio de trazer a representatividade feminina em cargos, inclusive, comerciais – área em que historicamente predominou a participação masculina. “Em um ano, passamos de 20% para 42% de representatividade nesses cargos específicos. Cada vez mais a iniciativa de Diversidade & Inclusão se torna um diferencial competitivo para a BMS, porque ela faz parte do nosso dia a dia, das nossas atividades e, principalmente, dos nossos valores”, comenta Jennifer Wendling, diretora de Recursos Humanos da BMS.

A iniciativa Diversidade e Inclusão (D&I) é um dos temas prioritários na cultura organizacional da empresa. Globalmente, a BMS fomenta oito grupos focados nesta discussão – os chamados PBRGs – People & Business Resource Groups. Com um direcionamento global, esses grupos atuam localmente com o mesmo compromisso: promover uma força de trabalho globalmente diversificada e uma cultura que se estenda por toda a companhia, que encoraje a excelência, liderança, inovação e proporcione equilíbrio entre nossas vidas pessoais e profissionais.

Na BMS Brasil, o grupo B-NOW é responsável pelas ações de igualdade de gênero, com o objetivo de engajar os colaboradores a levantarem ideias e discussões com base em equidade e sustentabilidade como uma vantagem competitiva e, ao mesmo tempo, inspirar e promover o desenvolvimento das mulheres no local de trabalho. “O grupo vem atuando em várias frentes: benchmarking com mercado, pesquisas para avaliar possíveis gaps com relação à equidade de gênero, aprimoramento das condições de trabalho para homes e mulheres, parcerias internas e externas, encontros com lideranças inspiradoras e congressos”, explica Ana Baldini, Diretora Associada de TI e líder do capítulo brasileiro do B-NOW.

Outro ponto de atenção permanente da empresa são os benefícios, que independente do cargo, contemplam licença maternidade opcional de 180 dias e alimentação especial para gestantes, oferecida em períodos intermediários entre as principais refeições. A empresa também aderiu ao Programa Empresa Cidadã com licença paternidade de 20 dias. Além disso, opções de jornada de trabalho flexível que incluem home office, carga horária reduzida a meio período às sextas-feiras e horário alternativo de entrada são opções que a BMS dispõe para que os funcionários possam conciliar a maternidade e a paternidade com as demandas do trabalho. “Em 2018, inauguramos um espaço para lactação, visando promover o aleitamento de forma segura e confortável no retorno da licença maternidade. O objetivo de ações como essas é possibilitar que as mulheres, conciliem a vida profissional com a pessoal, podendo desenvolver uma carreira de sucesso na BMS”, completa Jennifer.

Sobre o Great Place to Work (GPTW).

Em 2018, participaram da iniciativa 443 empresas com, no mínimo, 100 funcionários. A avaliação foi feita com base em pesquisas respondidas pelos próprios colaboradores das organizações participantes e entrevistas com as áreas de RH para conhecer as práticas adotadas no ambiente de trabalho.