Estudos clínicos da Bristol-Myers Squibb

Estudos pediátricos

A melhor maneira de avaliar como os medicamentos funcionam em crianças é testá-los em estudos clínicos pediátricos – e na Bristol-Myers Squibb estamos comprometidos com a descoberta de novos medicamentos para crianças com doenças graves.


Compreendemos as preocupações que os pais têm ao considerar a participação em um estudo clínico para o seu filho. Incentivamos os pais a conversar com o médico do seu filho para verificar se a inclusão em um estudo é apropriada.


Por que estudos pediátricos são importantes?

Estudos clínicos pediátricos são necessários para ajudar a desenvolver novos medicamentos para crianças e adolescentes. Testes clínicos em crianças ajudam os médicos a:

  • Determinar a dose de medicação apropriada para crianças a fim de ajudar a prevenir efeitos colaterais indesejáveis;
  • Encontrar tratamentos para doenças que ocorrem somente em crianças;
  • Descobrir terapias para doenças que atuam de maneira diferente em adultos e crianças;
  • Identificar técnicas para melhorar a saúde e o bem-estar geral de crianças.

Consentimento livre e esclarecido pediátrico: A importância da participação de pacientes

Uma das partes mais importantes do processo de entrada em um estudo clínico é conhecida como consentimento livre e esclarecido. Se a criança menor de 18 anos tiver perfil para participar de um estudo clínico e os pais ou representante legal desta criança concordarem com essa participação, os pais ou representante legal da criança receberão um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Esse documento inclui informações detalhadas sobre o estudo clínico, os testes laboratoriais e diagnósticos previstos, os potenciais benefícios e os possíveis riscos do tratamento e a garantia de confidencialidade das informações médicas e das amostras laboratoriais colhidas.

 

Os pais ou representante legal da criança devem ler cuidadosamente todo o documento e não ter pressa nessa análise. Toda e qualquer pergunta deve ser feita, bem como incentivar a criança menor de 18 anos, a fazer perguntas também. Quando todas as perguntas tiverem sido respondidas, será solicitado ao pai e mãe ou representante legal da criança, menor 18 anos que assinem o documento, fornecendo o seu consentimento para a participação no estudo clínico.

 

Em nenhum momento os pais ou representante legal da criança devem ser pressionados sobre a participação em qualquer estudo. A participação pode ser encerrada a qualquer momento. Dependendo da idade e compreensão da criança menor de 18 anos, ele(a) também receberá um documento chamado assentimento. Esse documento explica para a criança em uma linguagem mais simples o que vai acontecer com ela no estudo clínico.


As pessoas que aparecem ao longo de todo esse site são somente para fins ilustrativos. Exceto quando expressamente mencionado, todas as pessoas representadas são modelos e não pacientes reais. ©2010 Bristol-Myers Squibb

 

O seu uso das informações nesse site está sujeito aos termos da nossa Notificação Legal e Política de Privacidade